//// SONIDO BUENO ////

boa música – bonne musique – good music – よい音楽 – gute musik

Graveola e o Lixo Polifônico 14 junho, 2009

Filed under: graveola e o lixo polifônico — sonidobueno @ 10:27 pm
Tags: , , ,

folderGraveola e o Lixo Plolifônico segundo eles próprios:

Graveola e o lixo polifônico é uma oficina de experimentação, uma caixa de possibilidades poético-sonoras.

São improvisadores capengas, falsários poliformes: tudo é referência na colagem musical do grupo. Das aproximações insólitas, o choque. Reagem os nomes: estética do plágio, pós-tropicalismo, culinária sonora, barroco-beat.

Para além dos inúmeros rótulos auto-intitulados, mais importa a fertilidade plástica das imagens da lixofonia, o infindável e redobrável slogan que lhes constitui a lírica.

Dos sotaques refinados ao kitsch, o lixo polifônico sequestra a legibilidade vomitada do pop e incorpora tudo ou qualquer coisa como ferramenta sonora, mistura o fino e o grosso a ponto de torná-los indistinguíveis. “Eis o liquidificador, o totem”.

FONTE

Graveola e o Lixo Plolifônico foi uma das melhores bandas nacionais que ouvi em 2009 e não pensei duas vezes antes de publicar este CD aqui no Sonido Bueno.

Ouça e deixe sua opnião nos comentários!

.

1

.

.

2

.

01. Outro Modo
02. Suprasonho ////PLAY 1////
03. Samba de Outro Lugar
04. Antes do Azul (Papará)
05. Amaciar Dureza
06. Ensolarado
07. Dois Lados da Canção
08. Do Alto
09. O Quarto 417 (as aventuras de Dioni Lixus)
10. Benzinho
11. Insensatez: a Mulher Que Fez ////PLAY 2////
12. Chico Buarque de Hollanda vai à Copa de 2006
13. Cidade

DOWNLOAD

 

Móveis Coloniais de Acaju – C_mpl_te 2 junho, 2009

Filed under: móveis coloniais de acaju — sonidobueno @ 12:29 pm
Tags: ,

Moveis_C_mpl_teCom orgulho, a Trama lança seu quarto Álbum Virtual. Desta vez, quem faz as honras é a banda brasiliense Móveis Coloniais de Acaju, apresentando C_mpl_te, o segundo álbum do grupo.

O novo registro dos rapazes reúne 11 faixas inéditas, além do single Sem palavras, lançado em 2007; e traz um frescor raro à música pop brasileira. “Sensacional! Sem dúvida, um dos melhores e mais importantes discos que fiz”, declara o produtor Carlos Eduardo Miranda. Miranda reuniu e coordenou mais de nove instrumentos por faixa. O resultado são arranjos harmoniosos, facilmente percebido em músicas como Descomplica, Café com leite ou ainda, Bem natural.

Segundo o baixista do Móveis, Fábio Pedroza, o grande desafio e a maior preocupação neste trabalho foi deixar clara a identidade sonora do grupo, todo o esforço foi no sentido de criar músicas e composições ainda mais autorais. Neste contexto, as influências foram cuidadosamente lapidadas. Para atingir o objetivo, os nove integrantes se mudaram temporariamente para São Paulo, onde permaneceram nos estúdios da Trama quase 24 horas por dia.

Móveis despontou na cena musical de Brasília em 2002, quando conquistou o público com suas apresentações performáticas e cheias de surpresas. Entre aquele ano e 2004, o sucesso foi crescente e se consolidou com o lançamento do álbum de estréia, Idem. Em apenas um ano, o trabalho alcançou a marca de 5 mil discos vendidos. Mas a banda não parou por aí. Eles agitam Brasília com edições anuais do festival Móveis Convida, que já faz parte do calendário anual de eventos da cidade.

A última parada da trupe antes do estúdio foi o Pukkelpop Festival, um dos maiores festivais de música do mundo, realizado em agosto de 2007, na Bélgica. Lá, dividiram palco com bandas como Metallica e The Killers e seguiram em turnê por Suíça, Alemanha e República Tcheca.

FONTE

.

.

01. Adeus
02. Lista de Casamento
03. O Tempo
04. Cão-Guia ////PLAY////
05. Descomplica
06. Café com Leite
07. Pra Manter Ou Mudar (A Do Piano)
08. Bem Natural
09. Falso Retrato (U-hu)
10. Cheia de Manha
11. Sem Palavras
12. Indiferença

DOWNLOAD

 

Fino Coletivo 6 janeiro, 2009

Filed under: fino coletivo — sonidobueno @ 5:36 pm
Tags: , , , ,

folder

É sempre bom ouvir bandas novas e boas, e a banda Fino Coletivo se encaixa perfeitamente nestes dois quesitos.

Uma união inusitada entre Alagoas e Rio de Janeiro é a trama de sete músicos.

A história da banda começou em meados de 2005, após encontro dos alagoanos Wado e Alvinho Cabral, do projeto “Wado e Realismo Fantástico”, com o compositor carioca Marcelo Frota, o Momo.

Passada uma fase de troca de experiências entre a dupla nordestina e o músico carioca, surgiu então a idéia do trio juntar suas turmas. Wado e Cabral apresentaram ao grupo Adriano Siri, da banda Santo Samba. Marcelo levou o também carioca Alvinho Lancellotti, compositor e parceiro de longa data.

Estava formado o quinteto, num caso de afinidade à primeira vista. As composições surgiram com naturalidade, até o despertar de uma nova empreitada.
Com um repertório inédito e inovador nas mãos, era preciso convocar mais dois amigos: o baixista Daniel Medeiros, também responsável pelas programações, e o baterista Marcus Coruja.

Depois de azeitar o repertório e sonoridade em apresentações no eixo Rio-São Paulo, a banda sentiu-se à vontade para a gravação do disco de estréia, homônimo, lançado em abril de 2007 pela DUBAS.

São doze músicas inéditas, de composição própria, e parcerias com Ivor Lancellotti e Totonho dos Cabra. O CD conta ainda com participação especial de Domenico Lancellotti, do projeto “+2”.
Por conta de projetos pessoais Wado e Marcelo Frota não estão mais na banda, porém continuam presentes nas composições.

.

.

01. Boa hora
02. Tarja Preta – Fafá
03. Dragão
04.  Na maior alegria
05. Partiu partindo
06.  Uirapuru
07. Mão na luva
08.  Uma raíz, uma flor ////PLAY////
09. Poema de Maria Rosa
10. Hortelã
11.  Tempestade
12. Medo da briga

DOWNLOAD